O cross-over da Supergirl e The Flash, apresentada no episódio de número 18, transmitido na última segunda-feira foi muito destacada nas redes e sites/blogs do gênero.

Muito aclamado pelo fã das duas séries, o cross chegou em um momento oportuno, onde Supergirl se destaca pela ascensão de audiência, alcançando um pico de 30% a mais em televisores ligados.

Apesar de não ser tão comum a união de duas séries de um mesmo universo em emissoras diferentes, aconteceu, e como de hábito, a grande dificuldade esteve no roteiro, onde o episódio deixou muito a desejar, pois Barry Allen foi “jogado” no universo da Kara Danvers, com uma introdução muito longa e pouco trabalhada.

Considerando o curto tempo que oa produtores tem para nos entregar um episódio completo (começo, meio e fim), o resultado de seus aproximados 40 minutos foi bastante gratificante, embora não tão impactante como no cross de Arrow e The Flash.

CBS Supergirl - Anúncio The Flash
CBS Supergirl – Anúncio The Flash

A luta da heroína ao lado do velocista escalarte, contra uma rival do trabalho e um antigo vilão, nos presenteou com algumas revelações dos próximos episódios de The Flash (o uniforme com o equipamento que auxiliará no ganho de velocidade), por outro lado, levou o enredo da nossa protagonista ao final deste arco, o projeto Myriad (de alguns remanescentes da extinta Krypton). 

Pela infeliz incompatibilidade de universo, o Cross-over também revelou que no atual estágio das séries, Supergirl está em uma Terra diferente ao dos outros personagens da Dc (The Flash, Arrow e Legends of Tomorrow), o que torna mais difícil uma futura produção de cross com outros personagens, e até mesmo da visita da kriptoniana a Central City, tendo em vista que a ruptura do espaço-tempo é uma habilidade exclusiva de velocistas.

Espero que tenham gostado do cross e da forma que conduzimos a crítica. Estamos aberto aos seus comentários!